Proteínas

Proteínas são moléculas orgânicas, compostas de aminoácidos que são responsáveis pelo crescimento e reparação dos tecidos. Com certeza você já ouviu falar de atletas e pessoas que querem emagrecer que abusam dos alimentos proteicos. Isso acontece porque, dessa forma, a proteína consumida ajuda no ganho de massa magra.

Outras funções da proteína no nosso corpo são:

  • Produção de enzimas;
  • Produção de hormônios;
  • Geração de neurotransmissores;
  • Construção de anticorpos;
  • Reposição do gasto energético das células;
  • Transporte de substâncias para o corpo;
  • Metabolismo celular;
  • Contração muscular.

Quais os alimentos ricos em Proteína?

alimentos ricos em proteína

  • Carnes: todas as carnes são fontes de proteína. Porém a melhor opção sempre é a magra e branca, como o frango por exemplo, que possui menos gordura do que a carne vermelha. Seu consumo é importante também para a produção de colágeno e queratina. O preparo mais saudável é assado ou grelhado;
  • Ovo: fornece 6 gramas de proteína por unidade. O consumo ideal é cozido e com a gema levemente mole;
  • Cogumelos: paris, shiitaki, shimeji, funghi. São muitas opções no mercado;
  • Quinoa: é considerado o melhor alimento proteico de origem vegetal. Em grãos, misto ou em flocos, pode acompanhar frutas, iogurtes e saladas;
  • Soja: de alta qualidade, pode ser consumida de diversas formas. É indicado deixá-la de molho por um dia, antes do consumo. Deve ser bem cozida para preservar os nutrientes e as proteínas;
  • Laticínios: leite e seus derivados, como queijos e iogurtes, são ricos em proteínas. No entanto, devem ser consumidos com moderação, optando pelas versões desnatadas e mais saudáveis;
  • Sementes: chia, sementes de abóbora e de girassol, oleaginosas como a amêndoa e as nozes, são altamente nutritivas. Também são ricas em cálcio, ômega-3 e fibras, proporcionando mais saciedade;
  • Peixes: são ricos em proteínas e ajudam na construção muscular. Contém pouca gordura, favorecendo o emagrecimento e o controle do colesterol e da pressão arterial;
  • Salmão: é rico em ômega 3 e proporciona uma rápida recuperação muscular.

O que é Proteína Vegetal?

fontes de proteína vegetal

As proteínas de origem animal – como peixes, ovos, carnes e produtos lácteos – são fontes completas de proteínas. Por outro lado, as proteínas de origem vegetal costumam ser incompletas, com falta de pelo menos um dos aminoácidos essenciais. No entanto, isso não significa que não devem ser consumidas. Seja como uma opção para os veganos ou apenas para uma alimentação mais saudável, as proteínas vegetais podem ser ótimas alternativas.

A quinoa e o trigo mourisco são proteínas vegetais completas. Já os grãos, lentilha, nozes, feijão, legumes, soja e ervilhas são ricos no nutriente. Podem ser combinadas várias fontes, para assim substituir totalmente as proteínas animais.

É importante lembrar que a proteína animal não contém fitonutrientes – especialmente presente nas plantas – e alguns antioxidantes que só encontramos nas fontes de proteína vegetal.

Proteína de Soja: benefícios

proteína de soja

Presente nos grãos da soja, pode ser encontrada de três maneiras: em farinha, concentrada ou isolada. Tofu, leite de soja, grãos de soja cozidos e tempeh também são ricas fontes do nutriente. Quando comparada às demais proteínas (do leite, dos ovos, etc), a proteína de soja apresenta maiores quantidades de aminoácidos anabólicos, arginina e glutamina. Também é rica em isoleucina, leucina e valina. É uma proteína completa, de alta qualidade e digestibilidade.

O consumo diário de 25 gramas de proteína de soja pode reduzir o colesterol e promover uma vida mais saudável. Seu consumo está crescendo entre os praticantes de musculação, por ser rica em BCAA. Eles contribuem para a construção muscular, além de acelerarem o metabolismo e promoverem a queima de gordura.

A proteína de soja também é uma ótima fonte de fibras, ajudando a reduzir os níveis de gordura e glicose do organismo, além de promover o bom funcionamento do intestino.

Proteína Isolada: o que é?

proteína isolada

A proteína isolada pode ser extraída da soja ou do leite, e é especialmente consumida por praticantes de atividades físicas como a musculação. Ela é extraída de sua fonte sem que você precise, de fato, consumir aquele alimento. Assim, é possível suplementar proteína para o nosso corpo sem necessariamente precisar tomar leite, comer soja ou outros alimentos ricos em proteína.

Ela é importante para o desenvolvimento e para a manutenção dos músculos. Fornece aminoácidos para que o organismo funcione corretamente, contribuindo também para o equilíbrio hormonal. Consumir a proteína isolada também é benéfico para quem é alérgico à lactose, por exemplo, permitindo que as proteínas sejam inclusas na dieta sem causar intolerância.

Whey Protein, grande conhecido pelas academias no mundo, é uma proteína isolada do leite. Sua formulação contém grandes quantidades de aminoácidos essenciais para o organismo, beneficiando os músculos e mantendo o sistema imunológico em alta.

Fontes:

http://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis/article/view/1238

http://seer.sct.embrapa.br/index.php/pab/article/view/5301

http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=REPIDISCA&lang=p&nextAction=lnk&exprSearch=145610&indexSearch=ID

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Topo