Por que não consigo emagrecer?

As dietas não te fazem emagrecer tudo o que gostaria? A academia demora a dar resultados? A alimentação saudável não ajuda perder peso? Saiba que existem alguns fatores que podem contribuir para que seu corpo não emagreça.

Fazer de tudo e não conseguir emagrecer é comum entre várias pessoas que estão em busca da boa forma. Isso acaba afetando a autoestima de muitas delas, que ou acabam desistindo da vida saudável e voltam a comer compulsivamente, ou ainda entram em uma crise de estresse tão grande, que toda vez que resolvem voltar a fazer dietas, adquirem ainda mais dificuldades.

Mas você sabia que o pensamento também pode influenciar na perda de peso? Porém, não adianta só ser positivo. Também existem alguns fatores de saúde que podem atrapalhar o processo de emagrecimento do corpo. Além disso, você pode estar fazendo muita restrição calórica na alimentação, o que acaba devolvendo o efeito inverso para seu corpo: em vez de emagrecer, engorda!

Descubra o quanto antes quais são os principais fatores que te impendem de emagrecer e saiba por onde começar a tratar seu excesso de peso da maneira certa (e melhorar os resultados na balança)!

1- Descontrole Hormonal

Muitas vezes o descontrole hormonal pode causar sintomas de estresse e ansiedade. Em mulheres, ainda pode intensificar os sinais da TPM. Todos esses fatores acabam por causar anomalias no organismo e no corpo como um todo, que começa a se comportar de maneira que dificulta o emagrecimento. O ideal é fazer um check-up de seis em seis meses, pois com a avaliação médica você saberá se está acontecendo algum descontrole hormonal que esteja prejudicando seu estado físico. Nesse sentido, também vale dar uma olhadinha no colesterol, triglicerídeos, tireoides e pressão arterial.

2- Metabolismo Lento

Como saber se estou com metabolismo lento

Existem muitos alimentos com propriedades que ajudam a nutrir e acelerar o ritmo do corpo. Em contrapartida, existem outros que fazem seu metabolismo ficar lento. Nessa fase, é comum ter cansaço, falta de energia, acúmulo de calorias que demoram a queimar mesmo com atividades físicas, o que acaba dificultando a perda de peso. O que causa um metabolismo lento varia entre adição de altas taxas de açúcar na alimentação, consumo de industrializados, abuso de óleo e até dormir pouco.

3- Não absorver Nutrientes

Não adianta fazer dietas se seu organismo não consegue absorver corretamente os nutrientes de cada alimento. Por isso, seu corpo não se sente saciado e acaba “pedindo” por mais comida, o que acaba causando fome e levando a pessoa a comer mais e mais. Para evitar esse tipo de problema, é indispensável apostar em uma alimentação natural e orgânica. Por isso, aposte em alimentos com rico valor nutricional.

4- Falta de Digestão

Como melhorar a digestão

Muitas vezes a dificuldade do emagrecimento se encontra na falta de digestão adequada. Comer rápido, comer em posição inadequada, tomar líquido durante refeições, jejum prolongado, sono inadequado, excesso de álcool, roupas e cintos apertados e boca seca, são fatores que interferem na má digestão. A dica é apostar em frutas, chás, sucos detox, e ter atitudes como mastigar devagar, não beber junto às refeições e trabalhar a respiração enquanto come. Além disso, não esqueça de apostar em uma alimentação que combine os alimentos, por exemplo, evitar colocar no prato dois tipos de carboidratos pesados. Prefira fibras, saladas e verduras, por exemplo. Frutas e sementes também é uma ótima opção.

5- Fígado Lento

Fígado lento é sinal de que uma limpeza desintoxicante é preciso. Isso acontece quando há o alto consumo de alimentos pouco nutritivos, dessa forma o fígado precisa trabalhar mais para processar toxinas e hormônios. Dessa forma, acaba por ter dificuldade em eliminar substâncias nocivas do organismo que promovem o acúmulo de calorias. Para ajudar nesse processo, é ideal fazer o uso de sucos detox para desintoxicar o corpo e mandar para fora a acumulação tóxica. Você vai perceber que esse processo vai ajudar a desinchar o corpo rapidamente.

6- Dietas Restritivas

dieta restritiva e suas consequencias

Dietas restritivas normalmente levam a compulsão alimentar. Isso acontece porque o corpo já está acostumado a uma rotina de alimentação e, quando percebe a falta de algum tipo de alimento, dificilmente vai se acostumar com a mudança facilmente. Dessa forma, muitas vezes levam as pessoas a compulsão alimentar, justamente quando tentam sair da restrição e voltam a comer “normalmente”.

7- Exercícios Físicos da Maneira Errada

Muitas pessoas focam apenas em um tipo de exercício, como por exemplo, as atividades aeróbicas. O ideal é intercalar esse tipo de atividade com treinos de musculação, pois por serem mais pesados, acabam por aumentar a massa magra e acelerar o metabolismo, favorecendo a queima calórica mais rápido. Outra dica é sempre fazer uma atividade física diferente, correr, caminhar, dançar, pular corda, dentre outros. Assim, além de não enjoar, trabalha diversas partes do corpo.

8- Noites de sono Mal Dormidas

Como dormir melhor a noite

Você sabia que dormir mal afeta os hormônios que controlam a fome e a saciedade? Dormir mal ainda eleva os níveis de cortisol, deixa o dia mais tenso e faz a pessoa comer mais. Por isso, para ter um sono tranquilo e eficaz, o ideal é criar uma rotina para dormir. Locais escuros, confortáveis, silenciosos e sem celulares e televisão ligados por perto, ajudam o corpo a relaxar, pegar no sono mais rápido, evitam insônia e contribuem para o bom funcionamento do organismo.

9- Não faça Dieta, faça Reeducação Alimentar

Dificilmente uma pessoa consegue seguir uma dieta por longo período de tempo. Isso acontece porque elas sempre restringem algum tipo de alimento, e ao voltar a ingeri-lo, acontece o famoso efeito sanfona. O corpo volta a engordar, muitas vezes mais do que o normal. Por isso, o recomendado é fazer uma reeducação alimentar e substituir alguns alimentos por outros, diminuindo também a quantidade. O ideal é manter um cardápio rico em fibras, integrais, proteínas, frutas, legumes, verduras, procurando substituir carboidratos complexos.

10- Medo de comer Gorduras Boas

Exemplo de gordura boa

As gorduras boas ajudam muito na perda de peso, mas algumas pessoas insistem em deixá-las de lado. Algumas dicas para esse consumo são castanhas, abacate, azeite e óleo de coco. Entretanto, é preciso consumi-las moderadamente. Elas ajudam a saciar a fome, dão energia e fazem o equilíbrio hormonal.

11- Falta de Proteínas

As proteínas são responsáveis por dar a sensação de saciedade por mais tempo, além de regular os níveis de açúcar no sangue. Nesse processo, ajuda no emagrecimento. Por isso, uma alimentação que não mantém esse macronutriente, acaba por defasar o corpo, contribuindo para fome e para o desequilíbrio na saúde.

12- Industrializados em Excesso

Comida industrializada

Os industrializados em excesso não trazem os nutrientes que o corpo precisa para viver bem. Outro fator curioso, é que devido ao preparo rico em açúcar e gordura, eles promovem uma ação no corpo que gera “vontade de comer mais”, afastando a saciedade. Tudo isso contribui para o excesso de peso e para dificuldade em perdê-lo. Por isso, saiba escolher o que come, preparando a comida com ingredientes naturais e saudáveis.

13- Pensar demais na Dieta e esquecer da Saúde

Pensando apenar em perder peso, as pessoas esquecem que um fator importante nesse processo, é a saúde. Ao deixá-la de lado, acabam também por dificultarem uma rotina saudável, o que interfere também no pensamento e nas escolhas do que põe no prato. Ter consciência que os bons alimentos vão ajudar o organismo a funcionar melhor e prevenir doenças, acaba por melhorar as escolhas na alimentação, contribuindo para uma rotina equilibrada que promove a perda de peso mais fácil.

14- Estresse em Excesso

Pessoa estressada engorda

Manter-se estressado por longo período de tempo eleva os níveis de cortisol e açúcar no sangue, o que contribui para o ganho de peso. Além disso, causa inúmeros prejuízos para o corpo, desequilibrando a pessoa como um todo. Por isso, tente manter atividades desestressantes e de relaxamento, assim mantém a saúde física e mental em dia, e não engorda!

15- Comida Saudável em Excesso

Uma alimentação saudável é de extrema importância para a saúde e para a perda de peso. Entretanto, uma escapadinha da dieta uma vez ou outra, vai melhorar ainda mais o seu estado de emagrecimento. Isso porque o corpo precisa sair da dieta de vez em quando para manter-se em equilíbrio. Até porque ao se acostumar apenas com alface e tomate, uma hora deixa de ter o efeito positivo. Por isso, escolha alguns dias no mês para comer o que quiser, mesmo que tenha um pouco de gordura a mais no prato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar para o Topo