Nutrição Funcional: Livro sobre Emagrecer com Alimentos Certos, Receitas e como Funciona

A Nutrição Funcional difere do conceito de nutrição tradicional. Ela trata da alimentação de forma mais “humanizada”, individualizada de acordo com as necessidades de cada organismo. Na nutrição funcional não existe uma dieta padrão, que beneficiará todos os seus adeptos. Ela entende que cada pessoa tem uma genética e que cada corpo funciona de forma diferente.

Veja no vídeo um pouco mais sobre a NUTRIÇÃO FUNCIONAL:

O Que É Nutrição Funcional?

o que é nutrição funcional

A nutrição funcional não utiliza das linhas tradicionais para abordar questões de saúde. Ela trabalha com as disfunções crônicas de cada indivíduo para tratar desequilíbrios nutricionais que podem resultar em doenças, resultando em uma maior qualidade de vida por meio da alimentação saudável. Mas não é só na ingestão de alimentos saudáveis que a nutrição funcional atua: ela também se preocupa com todas as etapas do processo digestivo.

Ela possui 5 princípios básicos:

  1. Individualidade bioquímica: parte do pressuposto de que grande parte da expressão dos nossos genes depende do meio ambiente. Dessa forma, ela busca a interação de cada genética individual com a alimentação e com os elementos ambientais (toxinas, poluentes, estresse mental, atividades físicas) para modular nossos genes, inibindo os que estão associados à doenças e elevando os que são associados à saúde;
  2. Tratamento centrado no paciente: o método da nutrição funcional é direcionado ao paciente, e não às doenças, diferente das técnicas tradicionais. O paciente é abordado como um conjunto de sistemas que se inter-relacionam e sofrem influências dos fatores ambientais, emocionais, alimentares, patológicos, do uso de medicamentos, hábitos de vida e atividades físicas;
  3. Equilíbrio nutricional e biodisponibilidade de nutrientes: não existe contagem de calorias na nutrição funcional. O que importa é a oferta de nutrientes em uma quantidade adequada e em equilíbrio com os outros, para que haja otimização de sua absorção e do aproveitamento pelas células;
  4. Inter-relações com fatores fisiológicos: a nutrição funcional considera a inter-relação mútua de todos os processos bioquímicos internos, avaliando a forma com que um influencia no outro, gerando desordens que abrangem os diversos sintomas. Dessa forma, trabalha corrigindo a causa em vez de apenas os sintomas;
  5. Saúde como vitalidade positiva: a nutrição funcional entende a saúde não apenas como ausência de doenças, mas como o resultado de diversas relações entre os sistemas orgânicos. Por esse motivo, ela analisa os sinais e sintomas físicos, mentais e emocionais que podem estar por trás dos problemas apresentados.

Qual é a Origem da NUTRIÇÃO Funcional?

Ela foi criada em 1990 pelo médico e idealizador do Instituto para Medicina Funcional, Jeffrey Bland, nos Estados Unidos. A Nutrição Funcional nasceu, então, considerando a interação entre todos os sintemas do corpo, unindo funcionamento físico e aspectos psicológicos. Cada pessoa deve ser analisada especificamente, analisando a qualidade de vida e do ar que respira, da água que bebe, do que come e quais as alterações emocionais que passa.

Benefícios da Nutrição FUNCIONAL:

benefícios nutrição funcional

Ela corrige os desequilíbrios nutricionais que cada pessoa apresenta, e que acabam gerando uma sobrecarga no sistema imunológico, desencadeando doenças crônicas como obesidade, depressão, fibromialgia, artrite reumatoide, síndrome do pânico, osteoporose, diabetes, distúrbios de comportamento, hiperatividade infantil, desordens estéticas e alterações na performance física. Dessa forma, a nutrição funcional tem o poder de prevenir e tratar essas condições por meio da alimentação.

Como Funciona a Nutrição Funcional?

Na nutrição funcional, você deve consultar um nutricionista especializado. Durante o atendimento médico, os pacientes devem responder a um questionário geral sobre uma diversidade de assuntos relacionados à saúde: como está o funcionamento intestinal, se as unhas estão fracas, se apresenta muita queda de cabelo, alterações de humor, tensão pré-menstrual, celulite, estresse, ansiedade, entre outros. Com as respostas, os sinais e os sintomas apresentados, o profissional da nutrição funcional irá relacionar as informações com a carência ou excesso de nutrientes no organismo, reequilibrando-os através da alimentação, de suplementos vitamínicos e de probióticos.

Os princípios da Nutrição Funcional envolvem a integração de todos os sistemas do corpo, desde a parte emocional até a parte fisiológica e do metabolismo. Por isso ela precisa ser acompanhada por um profissional da área, que saberá exatamente o que cada corpo precisa.

A NUTRIÇÃO FUNCIONAL Emagrece?

nutrição funcional emagrece

Com base nos conceitos de NUTRIÇÃO FUNCIONAL, a contagem de calorias para emagrecer não tem sentido. Dietas com fórmulas a serem seguidas não funcionam para todas as pessoas. Uma dieta individualizada, com ingredientes antioxidantes, pode proteger a saúde de fatores externos e ajudar na perda ou no controle de peso.

No entanto, o principal objetivo da Nutrição Funcional não é o emagrecimento. Com seu propósito de melhorar o bem-estar e o metabolismo do corpo humano, a perda de peso acontece como consequência. Dessa forma, é possível sim emagrecer com a nutrição funcional, de forma saudável e definitiva. Além disso, ela vai eliminar as toxinas que colaboram para a obesidade e a diabetes, contribuindo para um corpo mais magro e saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar para o Topo