Jejum Intermitente

Já ouviu falar no Jejum Intermitente? Esse é um novo método de emagrecimento que já virou febre entre as celebridades como Deborah Seco. Esse estilo de alimentação ajuda a emagrecer de forma rápida, além de criar um hábito alimentar apenas regulando o horário das refeições e do tipo de comida que se deve comer.

Jejum Intermitente, como o próprio nome propõe, é caracterizado por uma dieta em que ocorrem períodos de jejum, que podem durar 12, 16 ou até 24 horas, assim como períodos específicos para alimentação. Através dessa dieta, o corpo emagrece porque precisa utilizar estoques de gordura, eliminando massa gorda do corpo.

Pessoas que estão acima do peso e não mantém uma rotina de atividades físicas, assim como obesos e sedentários, podem fazer essa dieta de forma significativamente eficaz. Entretanto, é recomendado que se faça um acompanhamento especializado para seguir corretamente a dieta, assim como entender o suficiente sobre como fazer e o que comer nos períodos de alimentação.

Pelo contrário do que muitos pensam, o Jejum Intermitente não é baseado na restrição alimentar, mas sim na lógica de comer quando se está realmente com fome, o que evita o consumo em excesso por simples desejos e compulsões. Outro fator que caracteriza esse tipo de dieta é sua simplicidade e praticidade, ou seja, não precisa ficar regulando o horário da alimentação, nem preparando receitas elaboradas para fazer a dieta.

Ficou interessado em saber mais sobre o Jejum Intermitente? Saiba aqui como fazer e o que comer na hora certa!

Jejum Intermitente Emagrece?

Jejum intermitente funciona

O estilo de alimentação que o Jejum Intermitente propõe se baseia na época paleolítica, quando o homem vivia de caça e nem sempre tinha o que comer o tempo todo. Seguindo essa linha, a dieta propõe horas de jejum até que se possa ter um período específico para alimentação, chamado “janela da alimentação”, para comer quando se está realmente como fome.

Normalmente, no Jejum Intermitente são estabelecidas de 10 a 24 horas de jejum. Mas engana-se quem pensa que o método consiste em simplesmente não comer. Para realizar essa forma de emagrecimento, é preciso seguir algumas regras de alimentação que explicaremos a seguir.

Vale salientar que o Jejum Intermitente pode ser feito diariamente ou em alguns dias da semana. Fora momentos em que são permitidas as “janelas da alimentação”, deve ser feito o consumo somente de café sem açúcar, água ou chá sem açúcar.

Por isso, é importante salientar a relevância de um acompanhamento especializado e a eficácia de seguir as “janelas da alimentação” de forma saudável, equilibrada e nutritiva. Pois nada adianta ficar horas sem comer e, ao se alimentar, consumir alimentos industrializados, ricos em açúcares e gorduras.

Como Fazer Jejum Intermitente?

Jejum Intermitente protocolos

Existem determinados protocolos que devem ser seguidos para mais ou menos horas de Jejum Intermitente. Para saber qual o tipo certo de jejum que você deve fazer e como praticá-lo, saiba as regras a seguir:

Jejum Intermitente 12 horas como fazer

Esse é um dos mais simples tipos de Jejum Intermitente. Nele, é preciso ficar metade do dia sem comer, incluindo as 8 horas que são recomendadas de sono. Sendo assim, é indicado o consumo de três refeições ao longo do dia, no período da “janela da alimentação”. Como exemplo, você pode ficar das 20 horas da noite até as 8 horas da manhã do dia seguinte sem comer.

Jejum Intermitente de 16 h

O jejum de 16 horas também é conhecido como Sistema Leangains, e consiste em ficar 16 horas sem comer, sendo permitido de 2 a 3 refeições durante as 8 horas restantes. Nesse sentido, a pessoa pode escolher qual é o melhor momento para fazer sua “janela da alimentação”.

Jejum Intermitente 24 horas

O jejum de 24 horas também pode ser chamado de come-para-come. Nele, a pessoa escolhe 1 ou 2 dias da semana para fazê-lo. Nesse sentido, é possível comer em um determinado horário e só fazer uma nova alimentação 24 horas depois, no mesmo período da última refeição. Por ser mais difícil, é recomendado o consumo de fibras antes de realizar o jejum, para manter a saciedade e o controle do apetite.

Jejum Intermitente de 36 horas

Esse é o tipo de Jejum Intermitente mais difícil de ser adaptado e não é recomendado para qualquer pessoa, além de ser altamente indicado o acompanhamento por um profissional especializado da área. Ele é utilizado por pessoas que necessitam usufruir de uma melhor forma o emagrecimento fornecido pelo Jejum Intermitente.

Como Funciona o Jejum Intermitente?

A ideia central do Jejum Intermitente é comer somente quando sentir fome. Para isso, ao abrir as “janelas da alimentação”, é preciso ingerir proteínas, verduras, legumes e carboidratos complexos ricos em fibras. Dessa forma, é possível manter um maior controle da fome, da saciedade e do apetite como um todo.

É importante salientar que uma pessoa acostumada a ingerir alimentos ricos em carboidratos simples, terá dificuldade em se habituar a esse novo estilo de alimentação proporcionado pelo emagrecimento do Jejum Intermitente. Por isso, é recomendado fazer uma reeducação alimentar antes de apostar no jejum e ir praticando-o aos poucos, até o corpo se acostumar com o novo estilo de vida.

O que Comer no Jejum Intermitente?

Jejum intermitente cardápio

Para fazer o Jejum Intermitente é preciso fazer uma adequação da dieta. Ao abrir a “janela da alimentação”, é recomendado que se siga um cardápio rico em verduras, legumes, carnes e ovos. Assim será possível ter melhores resultados e fazer o corpo trabalhar da forma correta para emagrecer.

Mas para você começar o Jejum Intermitente sem dificuldades, abaixo estão dicas do que é recomendado e o que não é indicado comer na quebra do jejum. Confira:

O que se deve comer no Jejum Intermitente:

  • Proteínas (pouca gordura);
  • Legumes;
  • Verduras;
  • Frutas com casca;
  • Cereais integrais (como exemplo, arroz ou massa integral, etc);
  • Tubérculos (inhame, cará, mandioca, batata doce, etc);
  • Ovos;

Jejum Intermitente pode Tomar Água?

Muitas pessoas ficam em dúvida sobre o que pode ou não tomar enquanto estão nos períodos de jejum. Por isso, resolvemos deixar claro que para o Jejum Intermitente funcionar, só é liberado o consumo de café sem açúcar, água com ou sem gás e chá sem açúcar nos momentos em que não se pode comer.

Nos momentos de “janela da alimentação”, é possível beber o que quiser, desde que com o mínimo possível de açúcar.

O que evitar no Jejum Intermitente:

  • Cereais refinados (arroz branco, farinha branca, etc);
  • Industrializados;
  • Açúcar;
  • Doces.

O ideal é fazer as refeições quando se está realmente com fome, ingerindo aquilo que fornecerá saciedade o bastante para seguir o jejum. É preciso entender também, que a ideia não é nenhum alimento a mais ou a menos para compensar as horas de jejum.

Benefícios Jejum Intermitente:

Jejum intermitente antes e depois

O Jejum Intermitente ajuda queimar calorias mais rápido porque faz com que os hormônios queimem gordura por mais tempo. Mas não é somente pela perda de peso que esse estilo de vida está incentivando cada vez mais pessoas.

Veja os principais benefícios que você terá com o Jejum Intermitente:

  • Previne depressão;
  • Previne ansiedade;
  • Aumenta concentração;
  • Acelera o metabolismo;
  • Ajuda regular a pressão arterial;
  • Auxilia no emagrecimento;
  • Regula os hormônios;
  • Ajuda controlar o apetite;
  • Ajuda a entrar em um ritmo de saciedade mais intenso e prolongado;
  • Diminui a fome consideravelmente;
  • Aumenta os hormônios do crescimento;
  • Ajuda na reparação celular;
  • Reduz a resistência a insulina;
  • Reduz inflamações;
  • Previne doenças;
  • Previne o câncer;
  • Previne Alzheimer;
  • Ajuda no controle do colesterol ruim;
  • Fácil e prático de ser feito;
  • Não precisa preparar refeições todos os dias;
  • Mais tempo livre;
  • Aumento da disposição e energia.

Contraindicações Jejum Intermitente:

Para quem precisa perder altas taxas de gorduras, assim como quem se encontra em excesso de peso, casos de obesidade, sedentários e demais pessoas que estão em busca do emagrecimento rápido e eficaz, com o controle de tudo o que se come para fazer com que o organismo entre em um processo de queimar gordura continuamente, o Jejum Intermitente é altamente recomendado.

Entretanto, existem casos que em que esse estilo de alimentação deve ser evitado ou realizado conforme acompanhamento especializado e sob orientação médica. São eles:

Gestantes e Lactantes

Mulheres em fase de gestação ou amamentação precisam de um maior aporte de nutrientes para que o bebê seja forte e saudável o suficiente, para então se desenvolver com saúde. Para tanto, o Jejum Intermitente nesses casos pode levar a desmaios, hipoglicemia e baixo peso para a criança.

Crianças e Adolescentes

O Jejum Intermitente não é recomendado para crianças e adolescentes por ainda se encontrarem em fase de desenvolvimento, e para isso precisam de nutrientes específicos para manter o crescimento saudável.

Pessoas com Doenças Crônicas

O Jejum Intermitente nem sempre é válido para pessoas com doenças crônicas como diabetes e hipertensão, isso porque o uso controlado de remédios causa mudanças metabólicas que podem levar a hipoglicemias. Pessoas que se encontram nessa situação devem fazer consulta médica para avaliar se o jejum é eficaz ou não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar para o Topo