Dieta Flexível: Veja o Antes e Depois de quem Emagrece Comendo!

A Dieta Flexível é uma filosofia de dieta, que pode ser aplicada em diferentes estilos de alimentação. Nela, ao invés de calcular apenas calorias, você calcula a quantidade de macronutrientes que ingere: proteínas, carboidratos e gorduras. Dessa forma, não se limita aos alimentos usualmente utilizados em dietas, como frango e batata-doce, podendo inserir outros contanto que eles se encaixem no seu número de macros diários.

O Que É Dieta Flexível?

Também conhecida como IIFYM, “If It Fits Your Macros”, que em português significa “se couber nos seus macros”, a DIETA FLEXÍVEL não trabalha com alimentos obrigatórios. Nela, não existe comida “limpa”, “suja” ou “dia do lixo”. Você pode comer o que quiser, contanto que o número de macros desse alimento se encaixe no número total de calorias que você pode consumir por dia.

Dessa forma, você pode inserir alimentos que gosta na dieta, ou pelo menos não ficar preso ao mesmo cardápio sem graça de sempre. Não existe privação, então sua característica flexível a torna mais fácil de ser seguida.

Para Que Serve a DIETA FLEXÍVEL?

A Dieta FLEXÍVEL alcança três objetivos diferentes: perder, ganhar ou manter o peso. A abordagem consiste na análise de quantas calorias o seu corpo precisa para realizar suas atividades diárias mais a atividade física no treino. Com esse número, é possível cortar, adicionar ou manter calorias para um resultado final.

Quando o corpo está em déficit calórico, ele perde peso. Isso caracteriza o Cutting, e consiste na diminuição das calorias consumidas por dia. Essas calorias, que são divididas em proteínas, carboidratos e gorduras, podem ser consumidas do jeito que você desejar.

O ganho de peso é chamado de Bulking, e para isso você deve adicionar calorias na sua dieta. A manutenção do peso é uma alternativa para quem deseja manter a saúde em dia, controlando quantas calorias seu corpo precisa diariamente.

Como Começar a Dieta FLEXÍVEL?

dieta flexível o que é

O primeiro passo é compreender como funcionam as calorias nos macronutrientes:

  • 1 g de proteína equivale a 4 calorias;
  • 1 g de carboidrato equivale a 4 calorias;
  • 1 g de gordura equivale a 9 calorias.

Com esses números, você calcula quantos macronutrientes e calorias contém o alimento que está consumindo. Faça o teste e verifique uma tabela nutricional qualquer: multiplique os valores de proteína e de carboidrato por 4 e os valores de gordura por 9, a soma de tudo resulta no número de calorias daquele alimento.

Tendo isso em mente, é preciso calcular o seu gasto total de energia diário, a quantidade de calorias diárias que o seu corpo precisa para realizar suas funções básicas. Esse cálculo pode ser feito online, clicando aqui.

Com o número em mãos, você já pode definir as calorias que pode consumir de acordo com seu objetivo:

  • Para Bulking: adicione 250 gramas ao valor pré-estimado;
  • Para Cutting: diminua 250 gramas do valor pré-estimado, para promover o déficit calórico;
  • Para manter o peso: mantenha as calorias ou adicione 100 calorias extras.

Assim, você vai notando a resposta do corpo e ajustando os números de acordo com o tempo. A Dieta Flexível exige bastante dedicação e controle no que diz respeito aos números. Com ela, você passa a entender muito mais o que está acontecendo no seu organismo, como ele funciona e o que te faz engordar ou emagrecer.

Escolhe um método de dieta e contabilize os macros de acordo com as calorias que deve consumir. Para isso, você pode utilizar apps que facilitam a contagem, como o MyFitnessPal.

Também é importante que você adquira uma balança de comida, para medir precisamente as porções e os macronutrientes dela que está consumindo.

Exemplo de Dieta Flexível:

o que comer na dieta flexível

A IIFYM pode ser utilizada em qualquer dieta: jejum intermitente, low carb, high carb, etc. Tudo vai depender de como essas dietas dividem seus número de proteínas, carboidratos e gorduras. O exemplo a seguir é de uma dieta padrão, adequada às necessidades globais de cada macronutriente:

  • Você deve consumir 2 g de proteína para cada kg corporal (se pesar 90 kg, deverá consumir 180 g de proteína);
  • 20% do número de calorias será de gorduras;
  • O restante será de carboidratos.

Ou seja, se você está em Cutting, comendo 1750 calorias ao dia, elas devem se dividir em 180 g de proteína (720 calorias), 38.9 g de gorduras (350 calorias) e 170g de carboidratos (680 calorias).

O Que Comer na DIETA FLEXÍVEL?

dieta flexível

Como seu nome diz, ela é FLEXÍVEL, ou seja, você pode comer o que quiser. Mas isso só é possível se você tiver cautela e souber equilibrar as porções e os alimentos. Você pode sim comer uma pizza se quiser, mas precisa encaixá-la no número limitado de calorias que deve comer por dia. Atente-se também aos micronutrientes dos alimentos, pois as vitaminas e os minerais são muito importantes para o organismo. As palavras para a Dieta Flexível são equilíbrio e responsabilidade.

Algumas fontes interessantes de cada macronutriente são:

  • Proteína: carne vermelha, frango, ovo e peixes;
  • Carboidrato: arroz integral, pães integrais, batata, mandioca;
  • Gordura: amendoim, oleaginosas (amêndoas, nozes), óleo de coco e abacate.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar para o Topo